Follow Us @soratemplates

5 de fevereiro de 2019

Apresento-vos o Raphael!

Nunca fui fã de plantas, do tipo que quer ter várias em casa e tals – minha mãe é que ama e tem uma infinidade no jardim. Eu achava o cultivo de plantas um saco... Porém, acompanhando algumas pessoas na internet, acabei resolvendo dar a chance aos cactos. 🌵

Quando estava no supermercado e vi uma promoção de cactos por apenas R$ 1.99, resolvi levar um pra casa (ou melhor: pra minha mesa de trabalho!). Em poucas horas eu já tinha até colocado um nome na plantinha. Foi assim que o Raphael surgiu na minha vida! ❤

O Raphael passou a ser meu colega de trabalho, pois ainda não tenho maturidade pra ser mãe de planta. ~Ainda~. Como passo muito tempo sozinho no escritório, quando bate uma deprê, olho pro cacto e sinto uma energia tão boa. É como se ele falasse comigo, sabe? Coisa de doido mesmo!!!
O mais legal de “cuidar” de um cacto é que ele é autodidata. A gente não precisa ficar regando toda hora, tirando do sol e colocando em meia-sombra e por aí vai. É bem tranquilo o cultivo! Creio que o processo é fácil e as chances de matar a planta são bem poucas, espero. 🙏

Aliás, tô amando tanto essa minha fase de véio que ando pesquisando formas de fazer o cacto ficar ainda mais lindo. Vocês sabiam, por exemplo, que tem como plantar (no mesmo vaso do cacto) mudas de flores pra fazer um “casamento” e elas ficarem ainda mais lindas? Pois é! 😍

Pra quem tá querendo começar a cuidar de plantinhas, fica alerta: sempre preste atenção quanto à quantidade de tempo em que a planta pode ficar sem água. No caso do Raphael, eu rego a cada 2 semanas, pois ele não tem contato com o sol e demora muito pra terra do vaso ficar seca. (Nesse artigo tem ótimas dicas pro cultivo de cactos.)

Enfim... Taí mais uma das minhas loucuras. Cuidar do Raphael tá sendo terapêutico e eu sofro antecipadamente só em pensar que há chances de eu mata-lo caso não cuide direitinho dele. Que venham os próximos capítulos dessa história!

4 comentários:

  1. Oi Adriel,
    Que moço bonito o Raphael rs. Eu estou me aventurando na jardinagem também. Plantei bulbos de um tipo de "trevo" de quatro folhas e é bem gostoso ver a planta crescendo e como ela fica diferente a cada dia.

    Os cactos são mais simples de cuidar, mas muitas vezes a gente relaxa tanto que esquece deles e ao contrário das expectativas, mata um cacto (já vi acontecer, juro hehe).

    Raphael tem sorte que você olha pra ele sempre então num vai deixá-lo morrer de sede. :)

    Parabéns pelo novo colega.
    Beijo,
    Aline.

    ResponderExcluir
  2. Adorei o nome do seu cacto!
    Quando ficamos muito tempo sozinhos é sempre bom ter um ser vivo por perto, a energia que eles transmitem é sensacional.
    Eu já tive cactos, mas matei todos.
    A única coisa que eu sei plantar e cuidar é milho. Faço graminha pros gatos e eles gostam. Não tem muito segredo, só jogar o milho na terra e molhar que ele nasce, mas minha mãe que cuida de 500 plantinhas não consegue plantar... vai entender...
    Bjs

    ResponderExcluir
  3. Adorei conhecer o Raphael! Eu tenho uma história, em casa sempre teve muitas plantas, mas nunca minha senão ia morrer. Até que comprei um cacto também, até personalizei o vaso. É o Godofredo kk ;)
    Ele me despertou para plantinhas e agora estou montando até uma hortinha em casa!

    Um beijo,
    Quase Mineira

    ResponderExcluir
  4. Minha mãe tem também um jardinzinho, com vários vasos de plantas e acho até admirável ela conseguir fazer tudo, haha! Eu tenho alguns cactos e só espirro água neles, até que estão crescendo bem. Mas olha, li em um site uma vez sobre negócio de más energias (obvio que só leva a sério se você acreditar), que não é bom deixar cacto dentro de casa, dizem que emitem uma energia desagradável, se quiser te mando o site depois. Só sei que é mais fácil entrar nesse hábito de cultivar plantas quando começamos com cactos, justamente por eles serem mais fáceis. A mesma coisa digo para animal de estimação, pra quem não tem costume com cachorro ou gato, pega uma calopsita que é mais leve e depois vai para os outros bichinhos <3 enfim, amei o post! Adorei conhecer o Raphael!
    Beijos!

    www.likeparadise.com.br

    ResponderExcluir