Follow Us @soratemplates

3 de setembro de 2019

O (seu) sorriso

setembro 03, 2019 0 Comentários
Todo texto que escrevo é sobre alguém, então por que não deixar registrado que me apaixonei por teu sorriso? A verdade é essa e eu estou, agora, escancarando-a para todo o mundo ouvir. Para o meu “público” saber.

Quando te vi pela primeira vez, tentei não encarar muito, pois tu é o tipo de garoto que não demora pra conquistar as pessoas – e eu nem me refiro a um relacionamento sério; pode ser amizade mesmo.

Tu sorriu. Eu sorri. Deu match.

O teu sorriso me conquistou. A tua energia combinou com a minha. Porém, não vejo a gente junto. O nosso final não vai existir, porque, bom, nem começo teve.

Eu tentei te enxergar melhor no dia do meu aniversário; tentei ser espontâneo, sincero... Interessante! Juro que tentei te fazer gostar de mim, mas, sei lá, não sou bom nessas coisas de paquera, sabe? Eu me enrolo por inteiro, me perco e o resultado tu já sabe qual é.

Eu te desejo as melhores coisas e espero, do fundo meu coração, que a gente não se esbarre por aí. Não vou conseguir segurar os sentimentos e vou querer te abraçar o mais forte que puder. Acho que tu já percebeu que eu não sou muito normal...

Tu é um anjo que anda vagando à procura de um amor. Eu sou um anjo que também voa por aí à procura de um amor.

O motivo da gente não ter ficado junto? Sou muito imaturo pra ti! Percebi isso quando tu disse a quantidade de relacionamentos que teve e eu não consegui contabilizar nenhum dos meus. Se fossem paixões, certeza de que teríamos dado um belo casal de jovens-bobões-apaixonados-que-sorriem-por-tudo.

Eu amei o teu sorriso e queria acordar todo dia vendo-o. Mas, né, melhor eu continuar por aqui apenas me sentindo grato por ter te conhecido.

Vai lá voar, anjo. Vai procurar um amor que te mereça.

P.s.: eu queria TANTO ser o teu anjo.

30 de agosto de 2019

Você não (me) quis...

agosto 30, 2019 1 Comentários

Para ler ouvindo "Circles", do Post Malone.


Não posso te obrigar a ficar. Não mesmo. Na verdade, eu nem quero que você fique ao meu lado. Cansei sabe?! Estou exausto de joguinhos bobos e infantis!

Estou caminhando para os 25 anos e a paciência de hoje já não é a mesma de ontem. Os interesses de hoje já não são os mesmos. Me preocupo com contas, boletos pagos, dinheiro pro almoço... Relacionamento se tornou algo tão abstrato que, sinceramente, tanto faz.

Devo te agradecer por me abrir os olhos e enxergar a realidade; por me ajudar a amadurecer e ser mais direto no que quero. Te agradeço também por ser a minha última paixão neste ano que está se acabando.

Sim, você foi o último cara por quem me interessei aos 24 anos. Estou entrando num novo ciclo e, bom, você ficará para trás, assim como os sentimentos que já não existem por aqui.

Eu fiz uma faxina na alma, eliminando toda e qualquer coisa que seja tóxica pra mim. Você está incluso!

Você já não faz mais parte da minha vida.

Quando excluí o seu número de celular, coloquei pra longe os sentimentos por ti que eu carregava sozinho. Mas, ó, nem te culpo por ser tão infantil. Também sou assim. O que nos difere é que aprendo com os meus erros e evito machucar as pessoas, principalmente quem eu gosto muito, já você...

Não sei se cheguei a te amar, mas lembro bem do quão doloroso foi passar semanas e meses sentindo uma dor e saudades por não te ver. Eu não gostava dos fins de semanas porque não te via... Minha maior diversão era poder andar pela firma pra poder topar contigo e ver o teu sorrido ao me ver... Como eu fui idiota!

Você não (me) quis e tudo bem. Eu entendo.

Boa sorte na vida e parabéns pra mim, né? Feliz aniversário pra quem não vai passar mais um ano sendo trouxa ao correr atrás de ti! ;) 

13 de agosto de 2019

Sobre a tal da autoestima

agosto 13, 2019 2 Comentários

Ei, calma! Você não está sozinho nessa... Eu também estou contigo. Estamos firmes e fortes em busca da tal autoestima. Eu sei, eu sei. É difícil. Muito difícil.

Você se olha no espelho e sente que não está feliz com a imagem que vê. Começar uma dieta ou um projeto fitness é a primeira opção. Você até tenta seguir alguém, no Instagram, pra ter como inspiração. Contudo, no meio do caminho, você perde o foco e volta à mesmice abrindo as portas pra decepção.

Se queria emagrecer, volta a comer, talvez, o dobro do que comia antes, porque há aquele sentimento de fracasso e inutilidade.

Se queria engordar, você vê que malhar enlouquecidamente não aumentou nada na balança, então aparecem aqueles pensamentos autosabotadores de que você é um lixinho de ser humano.

Ás vezes, você acredita que não é capaz de alguém gostar de ti por conta do seu corpo, porque:
- Se estiver magro demais, ninguém vai te querer;
- Se estiver gordo demais, ninguém vai te querer.

E como alguém vai te querer? Já parou pra pensar nisso?

Eu não.

Eu nunca parei pra pensar em como alguém vai me querer. Na verdade, nem acredito que alguém vai me querer um dia... E olha que absurdo!

Sou foda pra caramba, inteligente demais e tenho um humor invejável. Mas cadê a autoestima? Cadê aquele sentimento de que eu sou o suficiente pra alguém? Cadê o pensamento de que quem ficar ao meu lado (e me quiser!) vai ser a pessoa mais sortuda do mundo?


Pensamento inverso. Precisamos aprender a pensar o contrário.

Tipo assim: ao idealizarmos alguém, acreditamos que se tivermos fulano(a) ao nosso lado, estaremos 100% felizes, com a nossa vida completa e bla bla bla.

E se for o contrário?

E se a gente começar a acreditar que o outro é que é sortudo por nos ter ao seu lado? E se pensarmos que temos a chave da facilidade, abrindo a porta pra ela entrar na nossa vida quando quisermos?

Não, não, não.

Você não precisa perder uns 10, 20 ou 30 kgs pra ser gostoso(a).
Você não precisa engordar uns 10 kgs pra ser gosotoso(a).
Você não precisa não ter mais nenhuma espinha/cravo no rosto pra ser gostoso(a).
Você não precisa ter uma vida financeira maravilhosa pra ser gostoso(a).
Você não precisa de nada pra ser gostoso(a), porque VOCÊ JÁ É!

Caramba!!!

Olhe pra você mesmo e veja o quão gostoso(a) é. Repara nas suas sardas lindas, na sua buzanfa grande ou do tamanho proporcional ao seu corpo/tamanho.

Você pode querer mudar o tamanho do seu cabelo, pernas, barriga... Não é errado!!! Porém, enfie na sua cabeça que você é gostoso(a) demais pra ficar quebrando a cabeça com algo que a sociedade coloca como bonito ou feio.

VOCÊ É LINDO E MUITO ESPECIAL.

EU TE AMO E DANCARIA LINDAMENTE CONTIGO NA BALADA. Isso não basta?

Pera...

Você é gostoso(a) é só precisa entender que gordo ou magro, alto ou baixo, com espinha ou sem espinha... Você é incrível e tem a minha admiração por ser quem é.

Bora sair qualquer dia pra espairecer e eu te mostrar que tu é especial d+?

29 de julho de 2019

Férias de verão!

julho 29, 2019 1 Comentários

Após vários dias longe da blogosfera (mas não da internet!!!), cá estou eu de volta pra contar o que rolou de bom nas minhas merecidas férias. Precisei desse tempo pra reconectar comigo mesmo, decidir o que seria útil ou não e, claro, fiz vários planos e dei andamento a alguns projetos antigos (tipo o meu livro!).

O último ano foi muito corrido e cheio de situações complicadas... Os meus 15 dias de férias, em julho, foram essenciais pra minha sanidade mental. Fisicamente não descansei, pois mal aquietei o facho em casa. Porém, minha mente está bem mais de boa agora, porque sei como lidar com as minhas crises de ansiedade (falarei sobre isso em outro post...). 😉

O COMEÇO
Tudo começou dia 05 de julho, sexta-feira. Assim que saí do trabalho e já estava oficialmente de férias, fui correndo pra casa pra arrumar minhas malas pra ir à capital do meu estado, Palmas. Ficaria somente o fim de semana, mas, né, já estava ansioso por isso!

Cheguei na madrugada de sábado e logo de cara soube que seria inesquecível. As pessoas, o lugar, a energia... Tudo foi incrível!

Sim, eu andei de caiaque pela primeira vez. Tava só o medo em pessoa!!! 

Palmas é um lugar grande, bonito e cheio de pontos turísticos. É um local onde eu moraria de boa, pois tem cara de cidade grande e muitos locais pra sair à noite, diferente de Araguaína que não tem opção pra quem tem um estilo alternativo.

Não tive nenhum date, e eu estava com um fogo da gata, confesso. Conversei com alguns carinhas e tals, mas só ficou por isso mesmo. Não tava no clima pra sair com alguém, apesar de querer muito.

VIDA NO CAMPO
Se Palmas tem uma vibe de cidade grande, o meu segundo destino foi o oposto disso. Sim, eu fui pra roça!

Cheguei na segunda-feira, 08, em Araguaína e na terça-feira, 09, já estava dentro de um buzão rumo à Nova Olinda - TO, onde a minha tia tem um lindo sítio. Ao todo, foram 5 dias no campo, mexendo com bichos, plantas e 100% desconectado do mundo virtual, já que lá não tem sinal de telefone/internet.

Dentre todos os bichinhos do sítio, o Rex foi o que mais se apegou a mim. Sdds desse nenê! 

Eu amei a experiência e até cogitei a ideia de morar na roça, mas isso quando eu estiver velhinho. A paz daquele lugar é maravilhosa d+! Consegui escrever vários capítulos do meu livro enquanto balançava numa rede, debaixo de umas arvores imensas. A trilha sonora eram os animais e os pássaros. 😜

CIDADE PRAIANA
Dia 13, sábado, voltei à minha cidade. Não tive tempo de desfazer a mala, pois minha família estava se mandando pra Filadélfia – TO, uma cidade que tem praia o ano todo e faz divisa com o Maranhão. É claro que não fiquei de fora!

De Araguaína à Filadélfia, são 2h de viagem. Passa rapidão, se você tiver uma playlsit maravilhosa pra viagem – e eu tenho várias!!!

Divulguei, sim!, a firma lá em Filadélfia. :) 

Ao chegar na cidade, ficamos hospedados na casa de uma amiga da família e no mesmo dia fomos à praia. Meia noite eu já ‘tava caindo de sono, mas tive que ficar até às 03h da madrugada por conta de um show. No domingo foi maravilhoso por um motivo: show na praia gratuito da Joelma (sim, a extinta Banda Calypso!).

Sempre gostei de ouvir as músicas da Banda Calypso. Aqui na região Norte é muito comum o estilo e tals – e eu cresci ouvindo esse gênero por conta da família, que adora uma boa farra ao som de forró e sertanejo.

MARANHÃO DE AÇÚCAR

Eu nunca havia saído do Tocantins. Isso mesmo! Após 24 anos no mesmo lugar, consegui sair do meu estado. #todospiram

Voltei de Filadélfia no dia 16, terça-feira, e tive que ficar em Araguaína até sexta-feira, 19. Nesse intervalo de tempo, consegui arrumar minha cama, me readaptar a cidade (tentei, juro!), mas, no fim de semana, peguei as malas e fui com uma amiga pra Carolina – MA.

Se o lugar é lindo? É MARAVILHOSO, além de ser cidade com construções antigas e históricas!!!

Cachoeira do Itapecuru e Recanto da Família @ Carolina - Maranhão 

Não tive muito tempo de conhecer a cidade, tampouco visitar o museu. Nunca entrei em um e esse era o meu maior desejo. Porém, fui à famosa Cachoeira do Itapecuru e ao Recanto da Família: dois lugares lindos que todos deveriam conhecer.

Além de Carolina ser linda, eu amei mesmo foi a comida. Apenas visitem o Caldos e Cia e Lanchonete Q-Delícia! O primeiro fica na avenida principal e tem um cardápio divino, já a lanchonete tem uma comida ok, mas com um atendimento maravilhoso. As funcionárias tratam a gente como se nos conhecessem há muito tempo. <3

Resumo do resumo: eu amei as minhas férias e mal posso esperar pelas próximas. Infelizmente, não consegui pegar os 30 dias, pois precisava de uma grana. Contudo, estou muito ansioso pelas férias de 2020. Com certeza vou repetir esse bate-e-volta e conhecer muitos outros lugares incríveis, talvez até a sua cidade! 😍

11 de junho de 2019

Mais um dia dos namorados... sem namorado!

junho 11, 2019 1 Comentários

Cá estamos nós "celebrando" mais um dia dos namorados. Mais uma data que passará em branco, pois o amor não resolveu dar as caras por aqui. Juro que tentei ser menos exigente, dei chance às pessoas interessantes que apareceram, mas não foi dessa vez. Quem sabe mais pra frente, né?!

Às vezes, fico pensando sobre como será o meu mozão... Não idealizando-o, mas imaginando o quanto a gente será o suporte um do outro.

Será se ele vai importar comigo? Será se estará ao meu lado quando eu tiver mais uma daquelas minhas crises de ansiedade? Será se ele ficará conversando comigo até a gente pegar no sono? O fim de semana será o dia em que a gente mais vai amar, porque ficaremos juntinhos o tempo inteiro?

Será se...?

O fato é que serei 100% fiel e farei de tudo pra que eu e o meu mozão sejamos muito felizes. Caso ele queira partir, não irei implorar pra ficar, tampouco impedi-lo. Contudo, creio que o nosso amor será forte e inabalável. Nada e nem ninguém irá destruir o nosso sentimento.


As quedas que levarei até encontrar o meu amor farão com que eu seja forte o suficiente pra aguentar os julgamentos. Sei que não será fácil, porque:

1º) A família será contra a gente: O mundo está moderno, mas a mente de grande parte da sociedade não. “Dois homens juntos? Como pode acontecer isso?”, muitos dirão. Porém, serei forte o suficiente pra lidar com as críticas e levar o relacionamento adiante. 

2º) Tudo será novo: É verdade que não tenho muita experiência e o meu mozão será tão ou mais perdido do que eu. Então, porque não aprendermos, juntos, sobre as maravilhas da vida? Iremos conhecer profundamente o quão lindo o amor pode ser! <3 


Aos que tem um mozão, parabéns!!! Continuo por aqui me preparando e esperando o meu.

2 de junho de 2019

Metas para junho

junho 02, 2019 2 Comentários


Mais um ciclo começando... Espero que junho seja cheio de realizações e alegrias, porque o últimos meses têm sido um verdadeiro teste de paciência e sanidade mental. Há momentos em que chego perto de surtar! #oremos

Essa vida de adulto é muito cansativa. Queria só um spoiler dos próximos capítulos, sabe? Enquanto não tenho nenhuma luz, cá está a minha listinha de coisas que preciso realizar em junho.


1 – Voltar a malhar
Passei 2 meses sem malhar por conta dos meus cortes de gastos. Resumindo:  devido à ansiedade, “recuperei” todos os kgs que havia perdido. L

2 – Comprar 2 livros
Queria comprar toda a minha wishlist, mas vou me contentar com apenas 2 livros – e o valor total não pode passar de R$ 50. #pobrezaextrema

3 – Escrever mais capítulos do meu livro
O primeiro capítulo saiu e teve uma boa repercussão entre os meus amigos. Preciso, com urgência, dar prosseguimento à história. <3

4 – Pintar o meu quarto
Preciso dar mais vida ao meu quarto, então, quero começar pela cor do lugar onde passo boa parte do meu tempo (quando não estou no escritório, claro!).

5 – Guardar dinheiro pra não ficar sem nada no fim do mês
Mesmo devendo Deus e o mundo, quero deixar guardado 20% do meu salário pra poder ter uma graninha no fim do mês. De todas as metas, essa será a mais difícil. L

6 – Sair pra uma happy hour com os amigos
Marquei, há um mês, uma saída com duas amigas. A gente vive sem grana, então, essa happy hour tem que sair, sim, em junho. #oremos2

7 – Fazer muitos freelas para ganhar uns trocados
Costumo não pegar freelas, porque gosto de focar 100% no meu trabalho fixo. O problema é que: meu salário não dá pra pagar todas as contas, mesmo eu cortando gastos até de coisas necessárias e urgentes (tipo um shampoo top!). A solução encontrada é fazer alguns serviços por fora pra ter um extra.


Enfim... Tô sentindo que junho será um mês cheio de oportunidades e planos. Força na peruca e vamos lá! #fighting

14 de maio de 2019

Ser "normalzinho"

maio 14, 2019 2 Comentários


Hoje foi um dia doido. Não no sentido ruim! Foi apenas um dia atarefado, com alguns empecilhos no meio e, claro, eu enfiando os pés pelas mãos durante algumas situações. Às vezes, não sei o que fazer e acabo agindo por impulso... Nem sempre o bom humor é capaz de estar à meu favor, como hoje.

Ultimamente venho me sentindo perdido, sozinho... É como se fosse só eu e Deus lutando pelos meus objetivos. Aliás, quais são os meus objetivos? Não consigo enumerá-los, pois o meu foco está nas coisas urgentes e concretas, tais como como farei pra voltar do trabalho amanhã; se terei que andar mais 5km até chegar em casa; se terei grana pro lanche da tarde ou terei que comer bolacha novamente.

Sempre tive em mente que a vida de adulto não era fácil, mas agora sinto na pele os dramas da idade... De não ter terminado ainda a faculdade, de não ter um transporte, de a vida amorosa nunca andar, de ser inseguro com o corpo e a própria aparência.

É muito drama, muito problema, muito egoísmo pra uma pessoa só.

Só queria ser normalzinho, se é que existe alguém “normal” no mundo.