Follow Us @soratemplates

15 de abril de 2012

Sonhos

abril 15, 2012 0 Comentários

Irreal: esta é a palavra que define os nossos devaneios ou o momento em que paramos para descansar e dormir. Para muita gente, nos sonhos que temos diariamente aparecem os nossos maiores anseios ou desejos. Se isso é verdade só a sua crença poderá responder!

Algumas pessoas acreditam que o sonho é o sinal de algo que pode acontecer. Na verdade, os sonhos são imprevisíveis, um mistério a ser desvendado pelo tempo...

Às vezes pode acontecer de termos um sonho e ficarmos na dúvida se foi real o que vimos ou não, no entanto, pelo simples fato de estarmos com dúvida já nos mostra que é um sonho. É uma dádiva saber distinguir o sonho da realidade, tem gente que sonha acordado ou faz “planos impossíveis”. 

Siga seus sonhos. Afinal, não tem nada melhor do que andar 
em caminhos desconhecidos... 





















Já pensou o quão chato seria à noite se a gente mão pudesse dormir e sonhar? Tudo ia ser monótono e não íamos acordar de manhã estampando aquele lindo sorriso no rosto e rindo até para as paredes por conta de um sonho bobo. Portanto, não tenha medo de sonhar, não importa se você está acordado!

Só eu tenho sonhos longos, outros curtos, sonho com começo, meio e fim? Aqueles sonhos que se repetem, que são continuidade de outros sonhos, pesadelos com monstros dentro do seu quarto...? Acredita que eu já tive sonho com participantes do BBB? #aloka

Apesar de todos os incômodos que às vezes os sonhos nos trazem, vale à pena sonhar ese aventurar num mundo irreal criado por nossa mente... Os sonhos são assim mesmo: ora nítido, sem sentido, surrealista...

Uma definição rápida e simples dos sonhos: é a parte da realidade que não é real, uma  verdade que é mentira, uma vida criada através dos sonhos!


6 de abril de 2012

Eu nunca disse adeus!

abril 06, 2012 0 Comentários

Ela estava andando na rua principal da cidade e levava consigo a dor da perda de um grande amor. Se sentia sozinha, fora “abandonada” por alguém que sempre que a encontrava dizia que a amava. Estava perdida no meio de tantos pensamentos que naquele momento eram insanos. 
A rua não estava movimentada como de costume, o céu perdera a cor e o brilho, nada era perfeito como um dia ela sonhara. Depois daquelas quatro palavras ditas por ele (eu não te amo), tudo ficou preto e branco. Já não existia graça em viver!

Um lindo garoto vinha em sua direção, por um momento ela pensou que ele ia falar com ela, mas nada aconteceu. “Tudo tem um porque, não adianta a gente esperar a vida inteira por uma resposta que talvez nunca chegue. Temos que seguir em frete com a cabeça erguida e partir para outra, afinal, a fila anda e a vida continua. Se eu vou sofrer? É claro, mas aprenderei com os erros das minhas escolhas e da próxima vez não serei tão tola como sou”, ela pensou começando a chorar.

O tempo passava, as horas do relógio pulavam enlouquecidamente. A garota ainda continuava andando na avenida, mas estava disposta a procurar um novo amor, desde que seja verdadeiro. Dessa vez ela tomaria mais cuidado na hora de escolher...

Para piorar a vida da menina, eis que uma mão grande e macia toca as costas dela dizendo:

 – Eu fui um tosco quando disse que não te ama. Você pode não querer ficar comigo, mas vai ouvir tudo o que tenho para dizer.
– Não dá mais, Maurício. O seu amor por mim acabou. Em um relacionamento não pode apenas uma pessoa amar, ambos devem ser amar. 
– E quem disse que eu não te amo?
– Você!
– Não, você está enganada. Quando eu disse que não te amava não queria dizer exatamente o que você entendeu. Tu não esperaste eu terminar o que tinha para falar, saiu desesperada.
– Como você queria que eu ficasse? Rindo da minha cara de estúpida?
– O que sinto por ti já não é amor, é um sentimento bem maior. É inexplicável.
– E como terei certeza do seu sentimento, Maurício? Depois de tudo o que você me causou fica difícil acreditar em suas palavras.
– Casa comigo. É casa comigo. Você aceita ser minha noiva?

Depois de alguns minutos pensando, a garota cujo nome eu desconheço, veio uma resposta em seguida de um beijo...

– Claro que eu aceito, Maurício. Isso era tudo o que eu queria ouvir em todos esses anos que passamos juntos. Eu também te amo e o amor já não define o que sinto por ti.

Abraçaram-se, beijaram-se e foram felizes para sempre! Esse narrador continua sonhando com histórias bobas como essas que deixa a gente enamorado por aquela pessoa que um dia disse que não te amava, mas que prova com atitudes que suas palavras nunca foram verdadeiras.
  



27 de março de 2012

A pessoa certa!

março 27, 2012 0 Comentários

Há muito tempo venho me questionando como seria a pessoa certa, aquele ser que fará meu coração bater mais forte a cada olhar, aquela pessoa que vai dizer “calma” quando eu realmente preciso me acalmar, a pessoa que vai entender o motivo de eu gostar de passar tanto tempo sozinho trancafiado no meu quarto...

A pessoa certa é aquela que beijará no cantinho dos meus lábios e vai dizer várias frases bobinhas, aquela pessoa que vai ler os meus textos e ficar rindo da minha caretice, aquela pessoa que mesmo longe não esquece que eu existo e sempre vai mandar mensagens no finalzinho da noite dizendo que me ama!

A pessoa certa é aquela que vai chorar comigo quando eu terminar de ler um romance, é aquela pessoa que vai ler os mesmos livros que eu para que, pelo menos, uma vez no mês nós discutirmos o tema central da obra.

A pessoa certa é aquela que por mais bobo que seja aproveitará todos os momentos que passarmos juntos, é aquela pessoa que vai opinar nas roupas que visto, vai estar ao meu lado quando eu terminar as sessões de clareamento... A pessoa certa é aquela que vai me acordar cedinho dizendo que me ama e vai me chamar de querido por eu fazer questão de levar o café na cama. 
A pessoa certa é aquela que simplesmente aparecerá no momento certo, não adianta a gente ficar procurando, uma hora chega... Ou não!
A pessoa certa é aquela que mesmo não curtindo o estilo musical vai estar ao meu lado nos shows dos meus artistas favoritos e se possível irá dançar todas as músicas comigo na balada, é aquela pessoa que um dia fará uma serenata de amor para mim (quem disse que os homens não merecem?).

A pessoa certa é aquela que vai olhar no fundo dos meus olhos e vai entender o porquê de eu amá-la tanto, é aquela pessoa que faz questão que eu sempre abra a porta do carro e que mesmo não gostando de escândalo vai dar boas risadas quando eu me envolver em um.

A pessoa certa é aquela que vai rir das minhas piadas, mesmo elas sendo ridículas e que vai me ajudar a pagar a conta no final do jantar no restaurante (direitos iguais sempre!), é aquela pessoa que vai ficar nas madrugadas de sábado na praça comigo rindo de tudo ou nada e que fará de pequenos acontecimentos grandes momentos.

A pessoa certa verá em meus olhos como o meu amor é verdadeiro e ouvirá da minha boca que assim como prezo pela verdade e lealdade desejo o mesmo!

É claro que essa “pessoa certa” simplesmente não existe, mas acho que não custa nada sonhar. Não tenho culpa de ser tão inocente e passar horas e horas pensando nessa pessoa imaginária que de alguma forma existe na minha vida.

Ainda espero por essa pessoa que talvez não seja tão certa assim, mas eu a espero. Muitas lágrimas jorrarão dos meus olhos, mas em algum momento todo o sofrimento que eu passar será recompensado.

Se a pessoa certa não aparecer eu tenho uma segunda opção: a pessoa quase certa.


13 de março de 2012

Medo

março 13, 2012 0 Comentários

Medo de cair. Medo de sorrir. Medo de chorar. Medo de falar. Medo de ficar calado. Medo de amar. Medo de namorar. Medo de dizer “eu te amo”. Medo de se entregar. Medo de escrever. Medo de expor...  Medo de ter medo.

A gente sofre tanto por uma coisa que não acrescenta nada na nossa vida. Acredito eu que 99% da humanidade tem medo de algo, em algum momento da vida vai ter ou simplesmente tem medo de ter medo de algum medo. #aloka

Ao mesmo tempo em que eu quero ajudar alguém a eliminar algum tipo de receio também necessito me auto-ajudar, sabe?!

Às veze sofro muito com algumas coisas que penso, mas sabe de uma coisa? Nós temos que parar de planejar nosso futuro e deixar tudo acontecer naturalmente. É deixar que o destino tome pose do caminho da nossa humilde vidinha!
O medo é o assassino da mente
Eu sei que enfrentar nossas fraquezas é difícil, contudo, vale a pena um esforço, só assim eliminamos de uma vez por todas esses medinhos bobos que insistem em nos assombrar sempre que estamos mal.

Você já percebeu que quando estamos alegres e confiantes simplesmente não sentimos (tá aí ele de novo) medo? Esta é a forma de combater esse vilão: não podemos ser fracos e sempre manter um sorriso no rosto, mesmo quando a sua vontade é enfiar a cabeça em baixo de um travesseiro e achar que tudo está bem...

Tenho mania de sempre que bate aquele medo ficar pensativo e calado. Meus familiares já perceberam isso e sempre perguntam o porquê de eu estar tão calado, mas para não preocupá-los prefiro não responder e continuar caladinho no meu canto tentando dissipar esses medos idiotas que me perturbam. 

Gente, é inevitável. Pelo menos uma vez na vida você vai sentir medo de alguma coisa. Não me venha com a desculpa de que a coragem vence o medo e blá blá blá. Você um dia terá medo, mas há maneiras de combater essa fraqueza e não deixar que uma coisa boba vire um pesadelo, mas isso fica para outro post! J



P.s.: “Tô com medo de postar este texto!”  “Não, eu vou postar, porque quando comecei a escrevê-lo tinha receio de não sair nada e esta é uma prova que superei o medo de escrever!” #bipolar

9 de março de 2012

Por que se lembrar da mulher somente um dia no ano?

março 09, 2012 0 Comentários

Ontem, quinta-feira (08), foi o dia internacional da mulher, contudo, não consegui sequer desejar parabéns para minha mãe, avó, tia, prima, enfim todas as mulheres da minha família.  Motivo? Conto agorinha para vocês.

Eu queria poder entender a mente desses “homens” que matam, batem e fazer um rebuliço com o sexo feminino. Gente, é incrível ver até que ponto o ser humano é capaz de fazer barbaridades. Fico indignado com isso!

Na manhã de ontem, aqui na minha cidade todos ficaram surpresos com uma notícia. Surpreso não, ficamos chocados, com raiva e às vezes sem reação alguma. Um homem de 36 anos MATOU DUAS MULHERES NO DIA INTERNACIONAL DA MULHER! Não bastasse cometer dois assassinatos, o sujeito ainda alvejou a mãe das duas irmãs que tinham acabo de morrer.

Depois do breve relato eu fico pensado: porque se lembrar da mulher somente uma vez ao ano? A mulher não foi feita para ser uma boneca ou um saco de pancadas do homem não, queridos. A mulher na feita para chorar por causa de pancadas que leva dos filhos. A mulher não foi criada por Deus para ser morta por um bandido que não quer nada da vida!

Eu não queria escrever sobre esses assuntos aqui no blog, sinto que de alguma forma eu sujei meu blog ao falar de um nojento. Sinto arrepios só em falar nesse marginal. No entanto, vamos começar a compreender que porque a mulher tem um dia internacional dedicado exclusivamente a ela a gente não deve esquecer que nos outros mais de 300 dias do ano a mulher continua sendo especial.
Parabéns, mulheres! 

Abaixo deixo um poema que encontrei na internet.


Meu nome é mulher!

Eu era a Eva
Criada para a felicidade de Adão
Mais tarde fui Maria
Dando à luz aquele
Que traria a salvação
Mas isso não bastaria
Para eu encontrar perdão.
Passei a ser Amélia
A mulher de verdade
Para a sociedade
Não tinha a menor vaidade
Mas sonhava com a igualdade.
Muito tempo depois decidi:
Não dá mais!
Quero minha dignidade
Tenho meus ideais!
Hoje não sou só esposa ou filha
Sou pai, mãe, arrimo de família
Sou caminhoneira, taxista,
Piloto de avião, policial feminina,
Operária em construção...
Ao mundo peço licença
Para atuar onde quiser
Meu sobrenome é COMPETÊNCIA
E meu nome é MULHER!

2 de março de 2012

Xô, sedentarismo!

março 02, 2012 0 Comentários

Há muito tempo venho tentando achar coragem e disposição para fazer exercícios físicos, não dá para ficar com toda essa gordura, gente! Tô muito pesado, sério. Não vamos falar de quilos porque essa parte eu prefiro nem comentar. Hahaha! J

Conversando com a minha prima resolvemos começar a fazer exercícios físicos, na verdade, aquela boa e velha caminhada no finalzinho da tarde nas pistas da cidade. No primeiro dia eu cheguei à casa da minha avó arrebentando e besta do tanto que eu andei. Acho que foi mais ou menos 1 km que andamos, mas também brincamos na rua.   

Eu só quero uma resposta de vocês: quem é que vai fazer caminhada com um coturno? Se a sua reposta for Adriel você acertou. Sim, eu queria revolucionar o mundo e a moda. #aloka Eu passava pelas pessoas e eles me olhavam com uma cara, às vezes eu pensava que elas queriam me bater...  Agora vou falar sério, chega de brincadeira.

Eu já passei por nutricionista durante algum tempo, mas a Dra. Carol (minha ex-nutricionista) não conseguiu parar com essa fome louca que eu tenho. Perdi peso, ganhei peso e essa é minha realidade. Agora eu estou determinado a perder quantos quilos for para ter uma vida saudável. Afinal, já passou da hora de criar vergonha, né?! Este ano completo 18 anos e acho que tenho o direito de emagrecer e ser feliz!

Esqueça essa história de dieta, não funciona. Coloque na sua cabeça de uma vez por todas que comer é bom, mas tem que ter limite. Abaixo vou deixar algumas dicas para vocês que está na mesma vibe: reeducação alimentar.

- Coma apenas 02 ovos por semana, segundo a nutricionista, ovo aumenta o colesterol; - Prefira frango à carne vermelha; - Mamão e laranja são ótimas frutas para fazer o intestino funcionar regularmente; - Tá liberado o pão, desde que seja integral e uma vez por dia. Fuen, fuen.

É isso, população do mundo. São boas atitudes que geram ótimas consequências.



Ah, não se esqueçam de caminhar um pouquinho! 



27 de fevereiro de 2012

Respondendo meme dos 11

fevereiro 27, 2012 0 Comentários

Oizinho. Como vocês estão?
Cá estou para responder um meme que a fofa da Fernanda, do blog Confabulando, me indicou. Estou muito feliz porque este é o primeiro que respondo. Se sair alguma coisa idiota me perdoem, tá?! Hahaha. ‘-‘

Regras:- Escrever 11 fatos aleatórios sobre você no blog;- Responder as 11 perguntas que a pessoa que te tagueou fez para você;- Criar 11 novas perguntas para as pessoas que você taguear;- Escolher as 11 pessoas que vai taguear e as linkar no seu post;- Avisar as 11 pessoas escolhidas que você as tagueou;- Não as taguear de volta;- E colocar as regras no post!   

11 fatos sobre o Adriel

1 – Todo dia acordo com uma vontade louca de entrar numa rígida dieta, mas no fim do dia não cumpro nada que planejei.
2 – Não gosto que mexam nas minhas coisas, principalmente nos meus bebes (livros).
3 – Sou louco por um macbook, mas prefiro um iPhone. No final eu compro um iPad. #aloka
4 – Leio vários livros ao mesmo tempo. De preferência romances.
5 – Odeio pessoas falsas que vem com aquela velha história de “amigos para sempre” até encontrar uma oportunidade para acabar com a sua vida.
6 – Só eu O-D-E-I-O matemática? Ah tá.
7 - Passei em 3º lugar no vestibular ano passado, mas não assumi a vaga. (Passei para Letras, mas pretendo cursar jornalismo!)
8 – Amo o inverno. Aqui no Norte é verão o ano (quase) inteiro.
9 – Diferente da Fernanda, eu já quebrei alguma parte do meu corpo. Em 2004 caí de bicicleta em cima dos meus braços.

11 – Esta é a primeira vez que mantenho um blog atualizado por “muito” tempo. Já excluí trocentos blogs.
10 – Tenho pouca paciência para assuntos banais e pessoas que gostam de falar da vida alheia.


11 perguntas da Fernanda
1. Se você pudesse ser um personagem de um livro, quem seria? Difícil essa, viu?! Hm... O Marcos Polo do livro “O futura da humanidade” seria uma boa personagem.
2. A música que mais te define no momento.
Todas do “novo” álbum da Demi.
3. Um sonho que você tem repetidamente e não gosta.
Tem alguns sonhos bem estranhos onde eu me afogo. Talvez seja a minha vontade aprender a nadar. Hahaha. #Vergonha
4. Qual é a coisa que você mais detesta fazer?
Além de fazer exercícios físicos e arrumar minha cama?! Rs.
5. Se você só pudesse comer uma determinada coisa para o resto da vida, o que escolheria?
Mousse de Chocolate, com certeza.
6. Alguém que você admira profundamente e por quê.
Meus pais porque além de terem me dado a vida me ensinam todo dia a como ser uma pessoa humilde.
7. Um objeto pessoal que significa mais do que outras pessoas podem compreender.
Acho que eu não tenho, só os meus livros mesmo. Como não tenho irmão, cuido dos meus livros como se fosse um.
8. Qual sua cor favorita e qual coisa sua nesta cor que você mais gosta?
Azul. A minha caixinha de som do computador, ela tem forma de gotinha d’água. É muita linda.
9. Qual seu filme e livro favoritos? Livro: A última música (por que a Ronnie me ensinou a dar valor a minha vida e a minha família). Filme: Recém-casados.
10. Uma piada que você sempre recorda da sua época de infância.
Xii, sempre fui ruim com piadas, não lembro de nenhuma.
11. Algo que pretende finalmente fazer ainda este ano.
Perder alguns quilos e começar a estudar outra língua estrangeira. Será que rola Francês? Hm... 



11 Perguntas para os meus indicados
1 – Um sonho que você pretende realizar em breve.
2 – Sol ou chuva?
3 – Seu livro preferido e o motivo.
4 – Para você o que é mais importante numa amizade?
5 – Uma música que não sai da sua cabeça.
6 – Qual é/era sua matéria preferida na escola?
7 – Para você, o que é um blogueiro de verdade?
8 – Qual foi a maior loucura que você já cometeu por alguém?
9 – Nome de 03 artistas que você adora.
10 – Um filme que define a sua vida atual.
11 – Uma lembrança da sua infância.

11 indicados
1 – Bruno
2 – Carol
3 – Poly
4 – Beca
6 – Aninha
7 – Zilda
8 – Jessyka
9 – Beel
10 – Mari
11 – Welen


Finally! Pensava que eu não ia terminar de responder esse meme hoje, gente. O que vocês acharam das minhas respostas? Confesso que não foi nada fácil responder as perguntas da Fê, ao mesmo tempo em que são simples se tornam difíceis. J Quem fizer o meme nos seus blogs me avisem, tá?! 



21 de fevereiro de 2012

Resenha: Chantilly

fevereiro 21, 2012 0 Comentários


Autora: Mare Soares
Editora: Independente
Ano: 2010
Páginas: 147
Sinopse: Um diário foi escrito. Catherine Aragon, numa atitude desesperada, escreve suas recordações em busca de socorro. Somente dez anos depois suas palavras foram ouvidas por um renomado cientista. Ethan Stuart, um homem com pouco carisma, toma as rédeas da situação para tentar ajudá-la. Ele contará com a ajuda de personagens suspeitos: o exótico Leon Saiter, um alcoólatra sem muita perspectiva, que arriscará a própria vida para obter êxito na resolução do caso, e a interessante Anabelle, que vive um dilema dentro de si onde questionará suas verdades e seus valores.

Li o livro em um dia, acho que não gastei 03 horas para lê-lo. A leitura é rápida, assim como “A última música”, e os personagens bem elaborados. Em nenhum momento me perdi na história ou não sabia de quem era a fala/pensamento.

Por sua forma estrutural ser semelhante a um diário a leitura de “Chantilly” se torna alegre e prazerosa.

A história gira em torno de Catherine, Etha, Leon e Anabelle. A princípio a gente acha que os personagens principais seriam Catherine  e Ethan, mas a autora nos presenteia com duas maravilhosas personagens (Leon e Anabelle) e um lindo romance.

No livro, Chantilly é uma cidade que fica distante da França, em 2020 as pessoas cidade foram tomadas por uma onda de esquecimento.

 Catherine teve a idéia de escrever suas últimas lembranças em um diário, que de alguma forma chegou até o renomeado cientista Ethan que descobriu que Leon também sofria do mesmo problema de Catherine. Leon se apaixona por Anabelle.

Juntos, os quatros personagens tentam desvendar o mistério de Chantilly. Será que eles vão conseguir? Se você ficou curioso e deseja saber o final, compre o livro. J

Se você é uma daquelas pessoas que não gostam de livros que o mistério demora a se desenrolar pode ler com certeza “Chantilly”. A história é tão rápida que quando você pensa que ainda está começando você chega ao final.

Quando comprei o livro, que custa baratinho no site da autora, eu fiquei com receio de lê-lo, talvez por ser escrito por uma garota novinha. Me arrependi de julgar uma obra sem antes conhece - lá, mas fica como aprendizado. Hahaha.

17 de fevereiro de 2012

Escreva que eu leio e respondo #2

fevereiro 17, 2012 2 Comentários
Lembram que no mês passado eu inaugurei uma tag (Escreva que eu leio e respondo) aqui no Blog? Minha intenção é responder pelo menos um email por mês e pelo visto vai dar certo. Recebi alguns emails e selecionei um que se parece bastante com o meu tempo de estudante.




“Oi. Minhas aulas começaram neste mês e infelizmente tive que mudar de escola. Minha mãe não respeitou o meu pedido e simplesmente me mudou pra uma escola onde eu não conheço ninguém. O colégio que estou estudando é um dos melhores da cidade, do ensino eu não tenho do que reclamar, mas sinto falta das minhas amigas e dos antigos professores. Adriel, o que você acha que eu devo fazer? Não adianta eu falar com os meus pais, eles não vão me ouvir. Acho que vou enlouquecer nessa escola. Me ajuda, por favor!”L.M., 15 anos. 


Oi, L. Realmente é muito triste a fase que você está passando. Digo fase porque isso logo, logo irá passar... Ou não, né?!

Já aconteceu o mesmo comigo, quando saí do ensino fundamental para o colegial. Eu não conhecia muita gente na nova escola, me sentia solitário e excluído, assim, dando brechas para o bullying.

Acho que você ainda é nova na escola, há bastante tempo para conhecer melhor os professores, alunos, enfim a unidade escolar.  Aqui vai uma dica: que tal pedir para aquela menina que senta na carteira da frente que apresente a nova escola para você? Convida a garota para ir à biblioteca do colégio, pede indicações de livros...

Te desejo tudo de bom nesta nova etapa da sua vida, tá? Obrigado por enviar o email e acreditar que minhas sinceras palavras irão te ajudar.


Se você tem algum problema e quer dividi-lo, pode mandar um email para cá: contato@naomevenhacomdesculpas.com. Ah, se sua história for legal e puder ajudar algum leitor(a) eu posto o email aqui. 

15 de fevereiro de 2012

Dicas de livros para você ler neste ano!

fevereiro 15, 2012 11 Comentários

Yay. O ano finalmente começou para alguns estudantes. Como só entro na faculdade no próximo semestre, agora vou aproveitar o tempo que tenho pra ler alguns livros que estavam/estão na minha whis list.
Se você tem tempo livre ou deseja ler mais livros neste ano (meu caso), aqui vai uma lista de livros que eu já li e você deveria fazer o mesmo. 

Livros para 2012 
 - O morro dos ventos uivantes;           (Resenha)(Download) 
- A última música;                             (Resenha)(Download) 
- Música ao longe;                             (Resenha)   
- Chantilly;                                       (Download) 
- O futuro da Humanidade;                 (Download) 
- A ilha;                                                   
- Formaturas infernais;                        (Download)

03 livros da listinha têm resenhas postadas aqui no blog. Os livros “Chantilly” e “O futuro da humanidade” serão postados em breve. Ah, a frete dos títulos dos livros tem o link para download. Lembrando que, a sensação de ter o livro em mãos não é a mesma que uma edição virtual, tá?!

13 de fevereiro de 2012

Sobre os motivos das dores nas costas!

fevereiro 13, 2012 8 Comentários

A cada dia cresce o número de pessoas que chegam numa sala de um ortopedista reclamando de dores nas costas. O que ninguém sabe é que pequenas mudanças no nosso dia a dia podem fazer diferença na nossa vida, sobretudo na nossa saúde.

Sabe aquele salto alto que você usa? Pois é, segundo pesquisas ele é responsável pelas queixas de dores nas costas de muitas meninas. O salto alto aumenta a curvatura na parte de baixo das costas podendo machucar a coluna. Portanto, nada de sapatos gigantescos, tá?!

O modo como sentamos em frente ao computador também explica muitas dores. Especialista na área de fisioterapia aconselha a usarmos cadeiras confortáveis e apoiarmos os pés inteiros no chão; o monitor deve ficar na altura dos nossos olhos. É recomendado que a cada 1 hora levantemos e andemos, assim, esticamos a coluna e descansamos um pouco.

Pessoa muita alta, como eu, é praticamente normal sentir dores nas costas. Ops, eu disse normal? Claro que não é normal! Além de ser feio andar curvado, faz muito mal andar com a postura errada. Alguns exercícios como a natação, corrida na areia e vôlei ajudam a melhorar a postura.

Agora que você já tem algumas dicas está na hora de em praticá-las, né?! Nada de andar como zumbi reclamando de dores nas costas. J

  

10 de fevereiro de 2012

Por que é difícil para os meninos dizer “Eu te amo”?

fevereiro 10, 2012 8 Comentários
E se... E se de todas as possibilidades, você simplesmente escolhesse me amar...? 

Todo mundo sabe que o nosso jeito (meninos) de amar ou demonstrar os nossos sentimentos difere do gênero feminino, correto? Errado.

Várias garotas entram na neura quando dizem “eu te amo” e o menino responde um simples “eu também". Tá, eu sei que você quer ouvir um “eu te amo”, mas não podemos obrigar alguém a falar o que não quer ou não sente.

Você já deve ter percebido que a frase “eu te amo” é como “bom dia” para algumas pessoas, elas falam por falar.

Realmente, os meninos têm certa dificuldade em falar sobre amor, no entanto, eles só falam “eu te amo” quando realmente sente o que diz. Temos que dizer “eu te amo” quando vemos que aquela pessoa que está ao nosso lado é uma parte do nosso coração, do nosso mundo.

Por fim, o garoto não dizer que te ama não significa nada. Atitudes valem mais que uma frase, né? Garotas, eu no lugar de vocês preferiria receber flores, cartinhas românticas, caixas de bombons, bilhetes fofos ao invés de ouvir uma única frase: “eu te amo”. 

5 de fevereiro de 2012

Resenha: Música ao longe

fevereiro 05, 2012 9 Comentários



Autor: Érico Veríssimo
Editora: Círculo do livro
Ano: 1978
Páginas: 243
Gênero: Romance
Sinopse: Os Albuquerques orgulham-se de terem recepcionado o imperador D. Pedro II numa suposta visita do monarca ao município; de terem sido donos da maior estância das redondezas e de terem servido como benfeitores da população. Mas na década de 30, atolados em dívidas, lutam para não perder o último casarão familiar...


A história do livro é simples, mas o modo que o autor tratou o tema principal (tradição familiar) enriqueceu toda a obra.

Por ser uma Albuquerque, Clarissa, personagem principal, tem que “concordar” com todos os costumes deixados pelo Senhor Oliveiro. Cansada da mesmice, a jovem professora de 16 anos que acabara de se formar resolve escrever um diário. É através de Clarissa e seus escritos que a história se desenvolve.

 Os Albuquerques eram a maior família de Jacarencaga, maior não em tamanho, mas em riquezas. Para se ter ideia da importância da família, na pequena cidade havia ruas com o nome da família.

Uma coisa que achei legal no livro foi o momento em que o Vasco, primo e possível paixão de Clarissa, disse que é melhor vivermos um romance do que lermos (romance).

O final é decepcionante, o autor não dá um fim aos personagens. Ninguém sabe o que acontece com Tia Zezé, se Cleonilda casou depois de 12 anos noiva e, por fim, se Vasco namora Clarissa.

Meu personagem preferido é o Velho Leocádio. Ele era um homem que queria ser intelectual, para isso lia uma biblioteca virtual.

A obra recebe esse nome porque para Clarissa o amor é como uma música ao longe; incerto demais.