Follow Us @soratemplates

31 de dezembro de 2016

Bem-vindo, 2017!

dezembro 31, 2016 30 Comentários


Opa! Estamos entrando em um novo ciclo, onde teremos 365 dias para conquistarmos mais algumas coisinhas, se desapegarmos de outras e continuarmos por aqui lutando por sobrevivência. Afinal, viver nada mais é do que travarmos uma luta constante por sonhos, vaidades, desejos e conforto.

Há aqueles que preferem acreditar que este novo ciclo nada mais é do que o término de um ano. E só. Porém, para a maioria das pessoas, a chegada de um novo tempo simboliza mais uma chance que o universo/Deus está dando a elas, para poderem organizar a bagunça a qual encontram-se suas vidas ou simplesmente realizarem sonhos.  ;)

Nesta época, lista são indispensáveis: algumas contém itens utópicos, já outras são mais "palpáveis"... tem também aquelas pessoas que sequer dão ao trabalho de criar metas.



A verdade é que não há erro algum em riscarmos num papel ou rascunhar na mente os objetivos para o próximo ano/ciclo. Não é errado, não é feio e, às vezes é necessário (alô, virginianos viciados em listas!).

Contudo, não basta querer Deus e o mundo! É necessário organizarmos tudo para corrermos atrás dos nossos planos; este é o momento ideal para bater os pés no tapete, jogar a areia fora e deixar tudo em seu devido lugar.

Aliás, quando a gente entra numa casa limpa, cheirosa e organizada a vontade de ir embora nem aparece. É bem verdade que em 2016 não tivemos tempo pra organizar tudo, mas, 2017 chegou para arrumarmos umas coisas aí!



Se não tá à fim de listas, tente pelo menos pensar em 5 metas para alcançar em 2017. As minhas são: 1) ser menos tímido; 2) crescer na área à qual trabalho; 3) conhecer alguma cidade grande; 4) trocar de celular e 5) fazer uma nova tattoo. (Os demais objetivos continuam sendo os de 2016, da lista aí acima!).

Ah!, não pense que é fracasso chegar ao fim do ano/ciclo sem ter conquistado algo da sua listinha. Dizem por aí que feio mesmo é nem correr atrás de algo nesse vida. ;)
E você? Quais são os seus desejos para este ano? Compartilhe nos comentários ou nas suas redes sociais. Às vezes dividir seus desejos com os outros pode ser interessante. Faça o teste! Ah, tenha um excelente ano. :)

Bem-vindo, 2017!

dezembro 31, 2016 30 Comentários


Opa! Estamos entrando em um novo ciclo, onde teremos 365 dias para conquistarmos mais algumas coisinhas, se desapegarmos de outras e continuarmos por aqui lutando por sobrevivência. Afinal, viver nada mais é do que travarmos uma luta constante por sonhos, vaidades, desejos e conforto.

Há aqueles que preferem acreditar que este novo ciclo nada mais é do que o término de um ano. E só. Porém, para a maioria das pessoas, a chegada de um novo tempo simboliza mais uma chance que o universo/Deus está dando a elas, para poderem organizar a bagunça a qual encontram-se suas vidas ou simplesmente realizarem sonhos.  ;)

Nesta época, lista são indispensáveis: algumas contém itens utópicos, já outras são mais "palpáveis"... tem também aquelas pessoas que sequer dão ao trabalho de criar metas.



A verdade é que não há erro algum em riscarmos num papel ou rascunhar na mente os objetivos para o próximo ano/ciclo. Não é errado, não é feio e, às vezes é necessário (alô, virginianos viciados em listas!).

Contudo, não basta querer Deus e o mundo! É necessário organizarmos tudo para corrermos atrás dos nossos planos; este é o momento ideal para bater os pés no tapete, jogar a areia fora e deixar tudo em seu devido lugar.

Aliás, quando a gente entra numa casa limpa, cheirosa e organizada a vontade de ir embora nem aparece. É bem verdade que em 2016 não tivemos tempo pra organizar tudo, mas, 2017 chegou para arrumarmos umas coisas aí!



Se não tá à fim de listas, tente pelo menos pensar em 5 metas para alcançar em 2017. As minhas são: 1) ser menos tímido; 2) crescer na área à qual trabalho; 3) conhecer alguma cidade grande; 4) trocar de celular e 5) fazer uma nova tattoo. (Os demais objetivos continuam sendo os de 2016, da lista aí acima!).

Ah!, não pense que é fracasso chegar ao fim do ano/ciclo sem ter conquistado algo da sua listinha. Dizem por aí que feio mesmo é nem correr atrás de algo nesse vida. ;)
E você? Quais são os seus desejos para este ano? Compartilhe nos comentários ou nas suas redes sociais. Às vezes dividir seus desejos com os outros pode ser interessante. Faça o teste! Ah, tenha um excelente ano. :)

24 de dezembro de 2016

Os melhores do ano (2016)

dezembro 24, 2016 40 Comentários
Menina, o ano novo tá quase ali batendo à porta. Não precisamos falar sobre as decepções e tretas de 2016, né? É tanta bagaceira que é melhor nem comentarmos... Mas, ó, a gente sempre está aprendendo. Com os erros, acertos, tropeços... Tudo serve como aprendizado. :)

Contudo, o post de hoje é meio que um resumão das melhores coisas que acompanhei em 2016, nos quesitos: seriado, música, livro e filmes. Todas as obras não são necessariamente deste ano, só pra constar. Sim, sou louca! :P



Vi tantas séries este ano... Conheci também outras incríveis, como “2 Broke Girls (2011)” e “Chewing Gum (2015)”. Mas o seriado que conquistou o meu coração foi “Degrassi: Next Class (2016)”. Essa série é bem colegial, bem barraco, tretas e tals. Achei a história interessante, porque envolve tantos temas atuais, como: feminismo, bullying, homofobia, racismo e por aí vai. Super completa e com atores desconhecidos que virei fã. ❤



Na categoria música, não poderia faltar os artistas que mais me ajudaram neste ano. De um lado tem o meu marido Shawn Mendes com o novo álbum "Illuminate (2016)", que tem letras incríveis e inspiradoras. Já do outro temos as divas Demi Lovato (“Confident”, 2015) e Lady Gaga (“Joanne’”, 2016). Aqui no blog tem resenha sobre cada um desses trabalhos incríveis. ❤



Não contei quantos livros li neste ano, só sei que foram mais de 20 e tenho uns 10 na lista de espera. Infelizmente li pouco por conta do trabalho e da faculdade. A tendência é diminuir por conta do TCC, que começo no próximo ano.

Na lista dos melhores livros que li, tem duas obras de autores brasileiros: “Surpreendente (2015)” e “Confissões de uma garota excluída (2016)"o primeiro do Maurício Gomyde e o outro da Thalita Rebouças. Amei também “Tudo e todas as coisas (2016)”. Aliás, terá filme sobre essa última obra, em 2017.



Por fim, chegou a categoria dos filmes. Não é novidade pra ninguém que prefiro livros/ séries à filmes. Sei lá... Não curto histórias que acabam rápido, porque me apego facilmente.

Os meus filmes preferidos deste ano foram: “Como eu era antes de você (2016)”, “O clube dos incompreendidos (2014)” e “A garota dinamarquesa (2016)". Se não perceberam, todos os longas são de histórias cheias de drama. ❤
Enfim... Esses são os meus favoritos do ano. Se quiser deixar nos comentários o nome dos seus filmes, seriados, livros ou álbum preferidos neste ano, sinta-se à vontade. ;) 

4 de dezembro de 2016

Filmes de terror não são pra mim

dezembro 04, 2016 28 Comentários

O título do post é bem claro: não nasci pra assistir à filmes de terror ou que tenha muitos monstros, coisas diabólicas e por aí vai. Influência disso vem do meu signo (virgem = romances), logo, você já deve estar pensando que eu sou a louca do cinema que fica o filme inteiro tapando os olhos. E sim, você está certíssimo.



Ir ao cinema pra ver alguma produção envolvendo terror ou qualquer coisa misteriosa, que exija muito do meu cérebro (principalmente coragem), é uma tortura e algo raro. Praticamente nem saio de casa pra assistir à esses filmes.


Os meus amigos já não me chamam pra esse tipo de programa, porque sabem que eu furo na hora ou saio do cinema às pressas. Pra falar a verdade, já foram duas vezes em que eu saí do cinema às pressas, passando mal e com muito medo.


Só pra constar, não critico de forma alguma quem curte terror, pois sei que há gosto pra tudo. Da mesma forma que uma comédia romântica me faz bem, sei que os trocentos sustos que alguém leva, ao ver filmes com o capeta aparecendo, deve também fazer bem (não sei como e nem quero saber...).



O foda é que muita gente não me compreende e acaba achando que é frescura. Quem dera fosse. Eu sou medroso, sabe?! Andar de madrugada pela casa, no escuro, é uma tarefa um tanto quanto complicada. Abrir os olhos e ver a escuridão do quartão então...


Agora pensa comigo: como ficarei com a imagem de vários capetas na minha mente, sendo que tenho medo do escuro? Certeza de que passaria mal, além de dormir com um terço na mão, velas espalhadas pelo quarto e hinos gospeis tocando no celular. #exagerada


Então, não. Filmes de terror não foram feito pra mim, porque, por mais “simples” que possam parecer pra algumas pessoas, pra mim não é. Sou mais história real, com finalzinho fofos e casais sendo felizes. Claro que eu sou ciente da realidade da vida, mas... Enquanto puder ficar nos meus romances, assim será.




P.S.: a única produção com "monstros" que consigo ainda ver é "The Walking Dead". Peguei um amor pela série, sabe?! ;)