Follow Us @soratemplates

8 de outubro de 2014

Educação virtual

outubro 08, 2014 8 Comentários



Chegamos na fase em que, mais cedo ou mais tarde, as escolas deverão começar a inserir na matriz curricular a disciplina de educação virtual, visto o crescente número de adeptos à vida online. Por que eu digo isso? A cada dia as pessoas se tornam mais abusadas na internet (claro que não estou generalizando, mas...). 

Uma das coisas que mais incomoda nessa era digital sem dúvida alguma é a busca por fama na web, reconhecimento por algum feito. Porém, a massa não entende que para isso acontecer é necessário que faça-se algo diferente, como escrever algo que não caia na mesmice, tirar fotos com poses e fundos diferentes... Alguns “espertinhos” até querem ganhar fama fácil, mas acabam fazendo o papel de babacas na internet. Eu explico.



Acho que não sou a única pessoa que odeia na internet aquelas mensagens no Instagram e Twitter com “segue de novo”, “curta cinco fotos minhas que eu curto as suas...”. Isso incomoda e te traz a (quase) certeza de que realmente o mundo mudou (para pior). 

Antes de qualquer comentário e pedido, os internautas deveriam acionar o cérebro e utilizar um pouquinho dos neurônios, para evitar assim a vergonha, mas, infelizmente, alguns preferem encher o saco dos outros. 

Na blogosfera a coisa é semelhante. 

Há trocentos na web, percebi que algumas pessoas visitam o meu blog e comentam apenas para retribuir a visita/comentário. Até aí tudo bem! O que eu não gosto é daqueles comentários forçados, em que a pessoa demonstra que não leu o post e ZzZzzzzzzROINC. 

Eu prefiro mil vezes que a pessoa não comente do que ter que ler comentários do tipo “Ah, legal! Gostei do seu blog e do post. Passa lá no blog meu depois!”. 


É mais ou menos isso. Acho que antes de publicarmos qualquer post, comentário, tweet, fotos, vídeos, deveríamos usar o cérebro.  #ficaadica

6 de outubro de 2014

5 coisas que odeio no trânsito

outubro 06, 2014 7 Comentários


Desde a época (não tão distante assim) em que o meu me ensinou a dirigir, o meu nível de estresse aumentou. Aumentou porque, sinceramente, há algumas coisas que eu não suporto no trânsito. E olha que eu moro no interior, onde nem rola engarrafamento ou algo do tipo.
 
No post de hoje resolvi fazer uma lista das 5 coisas que eu mais odeio no trânsito. Vamulá então?! 


1-  Gente que joga o lixo para fora do carro
 
Preciso explicar mesmo esse tópico??? Nós, seres humanos, somos tão burros que temos de ter placas falando que é PROIBIDO jogar lixo para fora do carro, porque... Vergonha na cara manda lembranças. 


P.S.: O vídeo de uma motoqueira que devolvia o lixo aos espertalhões bombou na internet na última semana. Porém, ao que tudo indica, o viral era só para divulgar um filme russo.


2 – Não sinalizar
Pois é! Alguns motoristas até hoje não entenderam a função das setas... Eles devem pensar que quem está atrás vai adivinhar para onde desejam ir, só pode! 

3 – Gente que estaciona de qualquer jeito 



Não sou o melhor em fazer baliza, mas tem algumas pessoas que estacionam e deixam aquela dúvida: como conseguiram carteira de habilitação? Isso se tiverem uma...

 4 – Carro de som de propaganda comercial 

Tem coisa mais chata do que aqueles carros de som que circulam no meio da rua, se achando os donos da rua? 

5 – Som automotivo muito alto 
 
Okay! O item 4 é quase igual ao 5, mas... Não suporto de nenhuma forma som automotivo. Eu penso assim: se você gosta de uma música, porque não fechar as janelas do carro e ouvir aquilo só para você? 

Avril Lavigne adverte: ninguém é obrigado a ouvir a mesma música que você. O mundo agradece!



O que vocês mais odeiam no trânsito?