Follow Us @soratemplates

28 de abril de 2011

Ter fé é importante!

abril 28, 2011 0 Comentários


Diante dos problemas que vêm acontecendo no mundo, muita gente está recorrendo á Bíblia para ficar cada vez mais ao lado de Deus.

Um exemplo de fé e esperança, é a história de Ana. Para quem não á conhece, aqui vai um resumo de sua bela história:

“Ana era muito amada pelo seu marido, porém, ele tinha outra esposa, chamada Penina, e parece que seu objetivo na vida era atormentar Ana.

A Bíblia diz que Ana tinha dois grandes problemas. Ela estava num casamento polígamo e era estéril.

Todos os anos, a família ia para Silo. Numa dessas viagens, Ana orou, pedindo com bastante fé para que Deus concedesse um filho a ela.

Depois de algum tempo, Ana ficou grávida de Samuel. Na promessa que ela tinha feito em Silo, ela prometera que se concebesse um filho, ele se chamaria Samuel e que ele seguiria somente o caminho de Deus.”

Obs.: Se você quiser entender toda a história, leia 1 Samuel 1: 1-28.

Depois de ler esta história, é difícil ver tantas pessoas se matando, ou tirando a vida do “irmão.”

Quando sentimos que a tristeza toma conta dos nossos corações, temos que seguir o exemplo de Ana, pedir para Deus nos ajudar.  Podemos falar abertamente com Aquele que a Bíblia chama de “Ouvidor da oração.”

Se fizermos isso com fé, no lugar da tristeza poderemos sentir “a paz de Deus, que excede todo pensamento”.

Um abraço,

                             Adriel Chrstian.

25 de abril de 2011

Brasil, o país dos gordinhos

abril 25, 2011 0 Comentários


O Ministério da Saúde divulgou na semana passada uma pesquisa apontando que, 48.1% dos brasileiros estão acima do peso (pré-obesidade).

Enquanto o país não encontrar solução para o problema em questão (obesidade), o Brasil poderá alcançar os mesmos resultados dos EUA, ou ultrapassá-lo.

Uma das causas da obesidade é a falta de informação. Os brasileiros estão tendo mais alimento na mesa, porém, não estão sabendo lidar com situações simples do dia-a-dia.

Medidas devem ser tomadas. As formas para combater com este (enorme) problemas são muitas. É dever não só do governo, mas de toda sociedade, levar informações aos leigos. Afinal, a responsabilidade do futuro do país, também é sua.

Combater ao sedentarismo ou fazer campanhas sócio-educativas para reverter o caso, é louvável. De acordo com o site ESTADÃO, “Nutricionistas relatam que, o caminho para obesidade é o sedentarismo, má alimentação e falta de informação.”

Pois bem. A escolha é sua. Paciência e esperança, estas são as palavras que você precisa aprender a lidar na correria do dia-a-dia. 

21 de abril de 2011

Bullying, o mau do século XXI

abril 21, 2011 0 Comentários



Pequenas palavras, gestos ou até mesmo um olhar, machucam.
Não quer ser julgado? Então não julgue. Não quer ser zoado? Então não zoe.
A vida é feita de escolhas... Você prefere ficar no mundo da perversidade? Inútil, hipócrita... Essas palavras definem todas as pessoas que praticam o “Bullying”.

O “Bullying” é o termo que denomina atos de violência física e psicológica (mental). Somente agora, esse fenômeno ficou conhecido no mundo inteiro. A palavra “Bullying” vem do verbo “Bully” que significa: uma pessoa valente, mas na verdade, não passa de covarde, pois procura pessoas que muitas vezes não podem se defender.

As pessoas acham que o “Bullying” é praticado somente no colégio, porém, elas estão enganadas, pois a ação pode acontecer em todo/qualquer lugar: no colégio, em casa, no trabalho.

Atualmente, existem casos em que os próprios professores das escolas, são os praticantes do “Bullying”. Exemplo de “Bullying” professor-aluno:
-Falar com o aluno em tom de voz alto, assim, o intimidando;
-Torturas físicas, como: puxão de orelha, jogar objetos;
-Ameaças de reprovação.

Recentemente, no RJ um ex-aluno de um colégio matou 12 crianças indefesas e de modo covarde. Em cartas, ele diz que sofria “bullying” quando estudava, e que as meninas zoavam da sua cara.

Um jornalista, cujo nome não me lembro, disse que “Welligton estava doente, por isso cometeu o crime. [...] Ele precisava de tratamento. Devemos perdoar ele, não somos ninguém para julgá-lo!” Não concordo com ele, pois NADA justifica a atrocidade que o  jovem praticou.

Dessa forma, depois que todo o problema vem à tona, a culpa fica em cima dos pais. Porém, devemos ficar sempre ao lado dos nossos jovens, afinal, eles são muito novos e nem sempre sabem o que estão fazendo.

“Podemos sim, viver no mundo com todas as nossas diferenças, pois a vida é assim, sempre terá pessoas diferentes no meio de tantas iguais.”

Um abraço,

18 de abril de 2011

O retrato do humor no Brasil

abril 18, 2011 0 Comentários
Ontem, logo após o Fantástico, resolvi ficar até mais tarde assistindo televisão. Eis que mudo de canal e sintonizo na RedeTv,  no Pânico na TV (programa humorístico). Uma cena entristecedora estava sendo exibida no canal.

Uma “equipe” tem de ser unida, correto? Mas esse não era o caso da produção e dos diretores do programa.

O Pânico na TV se destaca por ter um estilo diferente dos outros programas humorísticos. Ainda bem que os outros canais não exibem coisas constrangedoras.

A produção do programa armou uma brincadeira (muito idiota) para o diretor de reportagens Marcelo (mais conhecido como Bolinha). Por falta de irresponsabilidade, essa “zoação” toda, quase custou à vida do profissional.

Não bastava o Tiririca acabar com o humor no Brasil, ao ser candidato a deputado e mostrar para sociedade que política é sinônimo de palhaçada?

O humor era para ser algo interessante, divertido, que alegrasse as pessoas, mas o que vemos, é tudo ao contrário.

Diante disso, creio eu que a classe humorística vai acabar perdendo espaço e credibilidade.

Pense Nisso...


Um abraço,

17 de abril de 2011

Primeiro Post

abril 17, 2011 1 Comentários
Depois de ficar enrolando por um tempo, resolvi fazer o primeiro post. E é isso que ele vai ser, nada mais além disso, apenas o primeiro post.


Sempre quando crio um blog, fico pensando em como seria o primeiro post. Dessa vez, será diferente. Cansei de enlouquecer por um pequeno passa-tempo. =)


Enfim, seja bem vindo ao "Não me venha com desculpas"... 


Um abraço,              


                                       @AdrielChristian *-*